Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Gabi Moes

Gabi Moes

Postada em 31/08/2020 ás 08h00 - atualizada em 31/08/2020 ás 09h27

Conservador, eu?

Conheça o perfil de investidor mais popular do Brasil
Conservador, eu?

Como prometido na semana passada, hoje iniciaremos a nossa série de três publicações explicando cada tipo de investidor. Definir o perfil como investidor é realmente um desafio. Isso ocorre por variações de acordo com múltiplos fatores, e por vezes conflitantes, porém há características predominantes em cada um de nós para determinar este perfil.

Começando pelo perfil mais comum entre os brasileiros, falaremos sobre o investidor conservador. Cauteloso, ele não quer arriscar seu dinheiro ou seu patrimônio, mesmo que isso signifique obter uma rentabilidade menor. Você pode ser conservador desde sempre, ou pode começar no mundo dos investimentos como conservador e depois mudar de perfil aceitando mais riscos nos seus investimentos, ou pode paulatinamente se transformar em alguém de perfil conservador com o avanço da idade.

Mesmo que não haja nada completamente seguro nesta vida, o investidor conservador tenta reduzir ao máximo os riscos de seus investimentos, tendo em sua carteira investimentos de renda fixa quase que em sua totalidade. Prefere aplicações como caderneta de poupança, CDB, LCI, LCA, títulos públicos ou debêntures.

Um estudo feito pela ANBIMA, a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, mostrou que em 2019 os brasileiros investiram 84,2% em caderneta de poupança, 5% em títulos privados (debênture, LCI, LCA, CDB) e 4% em títulos públicos.

Os percentuais apresentados pelo estudo mostram que o brasileiro não aceita risco ao investir. Talvez ainda seja sequela do congelamento de poupanças feito em 1990, mas não é somente isso. A falta de educação financeira também influencia bastante os brasileiros na hora de investir. Culturalmente não somos economizadores, poupadores, e muito menos investidores. A consequência disto é que a maioria tem medo de investimentos que não sejam a caderneta de poupança. Ser um investidor conservador não é algo maléfico, porém quando mais de 93% da população investidora se concentra somente em um perfil de investimento, a geração de riqueza do país pode ser comprometida.

Mas calma! Se você se identificou como investidor conservador, aplicando em investimentos de baixo risco, não pense que está fazendo algo errado. Você está entre os 3% dos brasileiros que investem, e isso já é muito bom. Continue estudando sobre o assunto. Com o tempo conhecerá mais sobre outros tipos de investimentos e poderá se sentir mais seguro na hora de investir. Quem sabe diversificar os riscos e até mesmo mudar o seu perfil de investidor.

Até a próxima!

Gabi Moes

Comentários
Artigos
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 05h47
25°
Alguma nebulosidade Máxima: 38° - Mínima: 23°
25°

Sensação

7 km/h

Vento

79%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp