Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads

Teresina

Por Redação
Postada em 04/09/2020 ás 11h29

Crianças podem sofrer a síndrome da cabana no retorno às aulas

A volta às aulas após isolamento social vai exigir uma série de adequações em comportamentos.
Crianças podem sofrer a síndrome da cabana no retorno às aulas

Em alguns estados o retorno às aulas presenciais já aconteceu. No Piauí ainda não, mas pais, alunos, professores e a sociedade como um todo se preparam para este retorno, que será cercado de novos costumes e cuidados. A volta às aulas após isolamento social vai exigir de pais e alunos uma série de adequações em comportamentos que as crianças e adolescentes ainda não estão acostumados. 

O distanciamento social dentro do ambiente escolar será um deles. Muitas as atividades que os pequenos mais gostam de fazer na escola não poderão mais ser praticadas devido aos cuidados contra a transmissão do novo coronavírus.

Segundo o psicólogo do Hapvida, Carol Costa Júnior, é comum que depois de um longo tempo de distanciamento social, como o que está sendo vivido por causa da pandemia da Covid-19, as crianças estranhem o retorno ao seu ambiente de antes. 

"É comum indivíduos que precisam fazer retiros, se isolar ficando muito tempo distantes, voltarem sentindo uma certa resistência a se enquadrar de novo nos padrões é o que chamamos de síndrome da cabana, isso acontece também com as crianças", explica o psicólogo.  Não significa, porém, que qualquer desconforto com a ideia de sair de casa nesse momento se enquadre na Síndrome da Cabana.

Novas rotinas e novos hábitos

Na casa da mãe Katyane Marques, desde o início da pandemia que a conversa com as pequenas Lara, de 4 e Mel de dois anos é bem franca. Um hábito de casa que era o de correr e pegar tudo que vinha da rua logo foi o primeiro a ser modificado. "Temos falado as questões de higiene, de estar limpando as mãos sempre e tudo que vem da rua não pode pegar logo, tem que esperar limpar. No início ela ficou questionando o porquê e então eu comecei a falar pra elas que existia uma doença, um vírus lá fora que poderia vim nas coisas então quando chegasse em casa tinha que primeiro limpar pra depois pegar", conta a mãe.  

Foto: Divulgação/Ascom
Foto: Divulgação/Ascom

Como modo de auxiliar as crianças às novas rotinas e costumes do convívio escolar, que serão introduzidos no retorno as aulas presenciais ele explica que pais e professores podem conversar abertamente com as crianças fazendo com que elas façam parte da luta. "Passando tarefinhas onde serão monitorados questão como uso de máscara, lavagem das mãos o distanciamento social e os professores e pais podem trabalhar em conjunto para que a criança seja reintegrada sem maiores danos", explica o psicólogo do Hapvida.

Com relação ao retorno das aulas o diálogo ainda não foi iniciado. Katyane conta que a pequena Lara, que está no seu primeiro ano letivo, questionou muito porque não podia ir para a escola, mas depois aceitou que ela não podia ficar saindo de casa. "Por ver todo mundo usando máscara ela começou a cobrar a máscara dela toda vez que vai sair de casa", explica. Segundo Katyane Lara ainda sente saudade da escola e pergunta quando irá voltar, mas acrescenta que quando voltar vai ter que usar máscara.

O que é a síndrome da Cabana?

Com a necessidade do distanciamento social, muitos transtornos psicológicos podem aparecer durante a pandemia. É o caso da Síndrome da Cabana. O termo, criado nos Estados Unidos no ano de 1900, surgiu para explicar o hábito dos caçadores, que praticavam o isolamento durante invernos rigorosos, mas não queriam conviver em sociedade após o fim da estação. A síndrome da cabana é o medo que a gente tem de sair de casa depois de um longo período de isolamento. O cérebro passa a entender que só em casa estamos seguros. Hoje existe um medo real do vírus, tem muita gente que está com medo de levar o lixo pra fora de casa e estão confinados como numa prisão domiciliar.

Foto: Divulgação/ Ascom
Foto: Divulgação/Ascom
Comentários
Educação
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 04h15
25°
Alguma nebulosidade Máxima: 38° - Mínima: 23°
25°

Sensação

7 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp