Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 12/06/2018 ás 14h42

As formas fascinantes do Cubismo

Hoje vamos falar sobre o movimento artístico que tem Pablo Picasso como principal representante
As formas fascinantes do Cubismo
Les Demoiselles d'Avignon, de Pablo Picasso

 

Salut! Como estão todos esta semana?  Nosso assunto hoje é uma importante tendência no mundo da arte e uma das mais conhecidas: o cubismo. Esse movimento tem como um dos seus principais representantes o grande Pablo Picasso.

Surgido na França no início do século XX, o cubismo tem como principal característica o seu uso das formas nas figuras representadas, apresentando todos os objetos da pintura em um plano frontal, sem se preocupar com as dimensões ou a fidelidade com a aparência real dessas figuras. Essa fragmentação seguiu tão forte que em muitas pinturas é impossível reconhecer uma figura próxima de algo real, isso porque o cubismo nega a ideia de arte como imitação da natureza. O marco do surgimento desse movimento é 1907 com a obra Les Demoiselles d'Avignon, de Pablo Picasso.

Não podemos deixar de destacar que o cubismo teve suas fases. A primeira delas é a fase Cezannista ou Cezaniana, marcada pela influência das obras do artista plástico francês Paul Cézanne com o seu uso de formas geométricas distorcidas.

A segunda fase, o chamado Cubismo Analítico, não se preocupava com a realidade das formas representadas na tela, com suas imagens fragmentadas e com foco também no monocromático, o uso de poucas cores, geralmente o preto, o cinza e tons de marrom. Esse foi o Cubismo Analítico, desenvolvido por Pablo Picasso e Georges Braque.

obra-de-georges-braque
Obra de Georges Braque (Imagem: Reprodução)

 

Já o Cubismo Sintético agrega outros materiais à pintura, como recortes de jornais, pedaços de madeira, dentre outros objetos encontrados no cotidiano das pessoas. Aqui, percebe-se também que o uso de cores se acentua e busca-se tornar as figuras reconhecíveis novamente, mas sem atingir o realismo, mantendo assim a essência do cubismo, que é apresentar todas as dimensões do objeto. Daí surgem as colagens características dessa derivação do movimento, que foram realizadas por artistas como Juan Gris.

 

obra-de-juan-gris
Retrato de Pablo Picasso, de Juan Gris (Imagem: Reprodução)

 

No Brasil, o cubismo teve bastante influência em diversas obras, apesar de não haver aqui artistas exclusivamente cubistas na arte nacional. A influência do cubismo francês em obras brasileiras pode ser percebida após a Semana de 22 em obras de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Rego Monteiro e Di Cavalcanti, que evidenciaram as formas em seus trabalhos na época. Aqui no Piauí, o artista da Montmartre Alex Állen também tem obras com inspiração cubista.

bando-of-birds-alex-allen
Bando of Birds, de Alex Állen (Imagem: Acervo Montmartre Arte e Galeria)

O cubismo foi uma tendência de enorme relevância na História da Arte e entendê-lo, assim como entender as razões pelas quais as figuras eram representadas daquela forma, é um passo importante para nossa educação na Arte.

 

Vamos às dicas de hoje?

Para conhecer mais sobre essa tendência artística, recomendo a leitura de David Cottington

Aqui em Teresina, do dia 15 a 17 de junho acontece o 1º Farra - Festival de Arte na Rua, no Parque da Cidadania- Espaço cultural Trilhos.

Acontece até o dia 7 de julho na Casa da Cultura de Teresina a exposição “Naif: Entre Narrativas Singulares”, das artistas Carminha Mattos e Eliana Leão.

Comentários
Cultura
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 04h11
26°
Alguma nebulosidade Máxima: 38° - Mínima: 24°
28°

Sensação

11 km/h

Vento

79%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp