Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 05/06/2021 ás 19h34 - atualizada em 05/06/2021 ás 19h47

Alunos do curso de gastronomia prepararam receitas juninas para seu arraiá em casa; Confira

O período das festas juninas costuma ser o mais saboroso dos momentos gastronômicos no nosso país, rico em variedades e muita regionalidade.
Foto: Divulgação 

A pandemia ainda não permitiu a volta das aglomerações, mas o clima junino já toma conta dos nordestinos. Arrasta-pé, quadrilhas, brincadeiras juninas, comidas típicas e talentos do forró fazem parte dos festejos de São João.

Atualmente, umas das maiores saudades do brasileiro é, sem dúvidas, as festas juninas. Por causa da pandemia de Covid-19, este já é o segundo ano em que as comemorações não ocorrem presencialmente. Mas, quem disse que não é possível fazer um “arraiá” seguro e para lá de gostoso com as pessoas da sua casa? Os arraiá são uma solução super prática para quem deseja manter as tradições.

Mas em uma boa festa junina, o que não pode faltar é boa comida. O período das festas juninas costuma ser o mais saboroso dos momentos gastronômicos no nosso país, rico em variedades e muita regionalidade.

De acordo com a chef e professora de gastronomia da Uninassau, Silmara Brito, é possível criar saborosos e criativos pratos com ingredientes acessíveis. “A culinária junina tem características indígenas, portuguesas e africanas. E apesar de estar mais presente e ter ingredientes mais próximos da culinária nordestina, já é uma tradição em todo o país. Cada região tem também suas especificidades e formas de preparo únicos, o que torna essa gastronomia ainda mais complexa e ao mesmo tempo rica. Nós temos o milho como exemplo: dele você pode fazer a pipoca, o curau, angu de milho e os bolos. É também uma culinária que te possibilita fazer pratos doces e salgados, tendo as sobremesas como:  a canjica, a cocada”, conta.

A chef também traz dicas para quem quer dar uma repaginada naquela receita já bem conhecida. “Em casa dá para fazer a pipoca doce, bolos, a famosa Maria Isabel, nosso feijão tropeiro e é claro, o creme de galinha que não pode faltar. E o bom é que você pode ousar e dar toques novos: use bons ingredientes e outros novos, como a manteiga da terra ou de garrafa, ou até mesmo o azeite de coco babaçu. Eles dão novos aromas e sabores ao seu prato e são ingredientes típicos da nossa terra”, conta Silmara Brito.

A estudante de gastronomia, Raquel Ximenes, relata que a gastronomia mudou sua forma de ver o ato de cozinhar. “Ao iniciar o curso de gastronomia, a gente começa a ampliar os horizontes e passamos a conhecer de verdade cada ingrediente e técnica. Aprendemos a aprimorar nosso trabalho, mas também a ter mais amor pelo que fazemos”, diz a estudante.

 

Mantendo a tradição

Se você ouviu dizer que não vai ter festa junina, a Cidade Junina vem informar que é mentira! Os piauienses vão poder matar a saudade dos comes e bebes, das chitas coloridas, do forró e até da quadrilha, e o melhor: tudo isso sem sair de casa, no conforto da família e com muita diversão.

Durante os dias 25 e 26 de junho, a partir das 19h, o público que está cheio de saudade do São João, poderá assistir por meio de um programa ao vivo o maior São João do Piauí, a Cidade Junina. A transmissão que vai ocorrer por meio das plataformas digitais Youtube e Facebook, vai contar com muita alegria, atrações musicais, apresentação de quadrilhas, cores e diversão; sempre buscando promover a cultura local e reforçar a tradição dos festejos juninos.

A reitora do Centro Universitário, Prof.ª Drª. Roselane Pierot, fala sobre a importância de se reforçar as celebrações culturais. “Nós sempre buscamos apoiar iniciativas culturais. Sabemos da pandemia, mas enxergamos a importância de não perder a conectividade com nossas raízes e tradições. O São João é uma das festas mais aguardadas do ano e a Cidade Junina é um evento grandioso que nos proporciona momentos emocionantes. Portanto, nada melhor do que unir nossos valores a uma iniciativa cultural e que traz uma nova proposta segura”, pontua a reitora.

 

Faça você mesmo!

Para preencher a saudade das grandes festas e quermesses realizadas nessa época do ano, nada melhor do que organizar o seu próprio arraial em casa com receitas que não podem faltar na mesa.

Com isso, a chef e professora de gastronomia da Uninassau, Silmara Brito, e as estudantes de gastronomia Raquel Ximenes e Larissa Rocha, prepararam umas receitar para agradar a toda a família.

Confira abaixo as receitas de uma Trufa com Crocante de Castanha de Caju e do delicioso prato intitulado “Sol do Piauí”. Confere só!

 

Prato Sol do Piauí

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cidade Junina 2021 (@cidadejuninapi)

 

Prato Trufa com Crocante de Castanha de Caju

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cidade Junina 2021 (@cidadejuninapi)

Comentários
Cidade Junina
  • O Boticario - Banner lateral
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
Teresina - PI
Atualizado às 20h50
27°
Alguma nebulosidade Máxima: 33° - Mínima: 23°
30°

Sensação

11 km/h

Vento

84%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Podcast Momento Jurídico
  • Ban - Lateral - Momentos Cidade Junina
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp