Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 27/07/2018 ás 09h38

Com greve dos professores, período letivo pode ser anulado no Piauí

O governo do Piauí afirma que o reajuste dado à categoria é o máximo permitido.
Com greve dos professores, período letivo pode ser anulado no Piauí
Professores reunidos em assembleia. Foto: Reprodução/Sinte-PI

Nesta quinta-feira (27), a greve dos professores da rede estadual de ensino completa 49 dias e com isso o ano letivo pode ser anulado no Piauí. O motivo seria a impossibilidade de reposição de carga horária ainda neste ano, segundo informação do indicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Piauí (Sinte-PI).

A categoria busca reajuste salarial de 6,8% e 3,95% para docentes e funcionários de escola, respectivamente, ao invés dos 2,95% concedidos pelo governo do estado. A greve, que já dura quase dois meses, paralisa a educação estadual. O governo do Piauí afirma que o reajuste dado à categoria é o máximo permitido.

“Corre o risco de termos o período letivo declarado como perdido, porque se continuar como está não vamos ter dias letivos o suficiente para compensar os dias de greve. Então não vai ter como cumprir com a carga horária e é por isso que a gente quer que a Justiça se manifeste, já que o governo não o faz”, informou o vice-presidente do Sinte, Kássio Lages.

Em última assembleia do Sinte-PI realizada na terça-feira (24), os professores decididram dar continuidade à greve. Os trabalhares da educação planejam uma nova reunião para decidir sobre o movimento no dia 1º de agosto. Na mesma data, o sindicato dos professores divulgaram uma carta aberta denunciando o descaso do governo com a administração pública.

Carta Aberta

Entre os argumentos está o desconto dos pagamentos para o Iaspi/PLAMTA. "A saúde pública está abandonada e o plano de saúde do estado também. Os servidores do estado tem descontado todos os meses os planos de saúde Iaspi/PLAMTA, e quando precisam do serviço, a rede credenciada suspendeu o atendimento", revela.

Outra denuncia que a carta traz é o desvio do dinheiro dos consignados. O valor é descontado no contra-cheque, mas não é repassado às instituições financeiras. E o nome dos servidores é colocado no SPC/Serasa.

Veja a carta aberta:

Carta aberta divulgada pelo Sinte-PI. Foto: Reprodução
Comentários
Educação
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 03h25
25°
Alguma nebulosidade Máxima: 38° - Mínima: 24°
25°

Sensação

9 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp