Política
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos
  • Governo | Àguas
  • Grupo CEV
  • Colegio St Marcelina
  • Gráfica Sieart
  • ITTNet
Postada em 29/08/2018 ás 19h00
Fonte: MPC-PI

TCE discute sobre adesão dos servidores do Piauí à Fundação de Previdência da Bahia

Estado quer implantar Fundação de Previdência Complementar dos Servidores do Estado da Bahia (PREVBAHIA).
TCE discute sobre adesão dos servidores do Piauí à Fundação de Previdência da Bahia
Audiência aconteceu no TCE-PI.

Na manhã desta quarta-feira (29) o Procurador-Geral do Ministério Público de Contas do Piauí (MPC-PI), Leandro Maciel, intermediou a audiência pública que tratou sobre a adesão do convênio dos Servidores Públicos do Estado do Piauí à Fundação de Previdência Complementar dos Servidores do Estado da Bahia (PREVBAHIA).

A audiência, realizada no plenário do Tribunal de Contas, foi provocada pelo Procurador-Geral do MPC-PI pelo fato de que a efetiva implantação e o início das atividades do fundo estarem condicionadas à assinatura por parte dos chefes dos Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário), como também pelos chefes dos órgãos autônomos (Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública). Para tratar do assunto, foram convocados representantes e interessados de todos os órgãos envolvidos.

Sobre a matéria, o Auditor de Controle Externo e Diretor da Divisão de Fiscalização de Atos de Pessoal do TCE-PI, Alex Sertão, considerou a importância da audiência para discutir sobre as dúvidas que, segundo ele, ainda cercam a implantação deste tipo de Previdência Complementar.

“Como vamos saber se a gestão do nosso dinheiro tá sendo bem feita? Outra questão é o beneficio de longevidade que não garante vitaliciedade no beneficio, na União garante e na nossa não. Então são vários aspectos que precisamos compreender. Qual a diferença, o que eles prometem que será diferente a gestão em relação a esses fundos de pensão que a gente vê escândalo todo dia?”, questiona.

O Auditor também ressaltou sobre a porcentagem de contribuição que o servidor terá que fazer para poder ter direito a complementar a sua aposentadoria e, desta forma, chegar perto de sua remuneração.

“Com a criação da previdência complementar, as aposentadorias estarão limitadas ao teto do regime geral. Então, quem ingressar por concurso após ela estar funcionando, não importa o valor do salário que ele ganhe no concurso que passou, ele vai contribuir só até o teto do regime geral que atualmente está no valor de R$ 5.645,00 porque ele também só vai se aposentar até esse teto. E, para que ele possa se aposentar com o valor da remuneração dele no cargo efetivo, terá que aderir a outra alíquota chamada de “alíquota complementar”. Se quiser se aposentar com o mesmo valor do salário vai aderir à alíquota para ultrapassar o teto. Então imagina o servidor que ganha R$ 15.000,00, ele vai contribuir com 11% até cinco mil reais e o valor que excede, ele vai ter que contribuir com outra alíquota de 8,5, por exemplo, para poder ter direito a complementar a sua aposentadoria pra chegar perto de sua remuneração”, destaca.

Para esclarecer dúvidas e debater sobre o tema, também estiveram presentes, o Superintendente da Superintendência da Previdência do Estado do Piauí, Marcos Steiner, e o representante da PREVBAHIA, Jeremias Xavier de Moura. Na ocasião, Marcos Steiner reiterou a importância da criação da Previdência Complementar como forma de equilíbrio fiscal para o Estado do Piauí.

“O fundo de previdência foi criado em 2004, e lá nós já detectávamos um déficit de 30 a 35 milhões de reais por mês. Então veja que a discussão da previdência é uma questão de tentar trazer equilíbrio fiscal para o Estado, ela impacta nas contas públicas. Precisamos entender que o paradigma da previdência complementar é a ruptura do sistema atual, algo radical. Vamos iniciar um novo sistema que precisa realmente ser diferente do passado, porque o passado não deu certo. Então, em tese, é preciso dizer que ela foi criada e pensada para os futuros servidores, mantendo os servidores atuais nas regras que estão postas no jogo. Mas já há uma sinalização, e aqui eu já deixo de antemão, que abre a discussão do beneficio especial”, explicou.

Questionado sobre o motivo da escolha da Fundação de Previdência Complementar do Estado da Bahia, Marcos Steiner ressaltou sobre os custos de uma própria do Estado do Piauí.

“É caro e exige estrutura fora, fundação de natureza privada. Teria de construir toda a estrutura administrativa para o próprio Estado gerir esses recursos. É mais fácil e menos onerosa aderir à outra, e a PREVBAHIA foi escolhida por ser do Nordeste, mais próximo daqui e dispor de estrutura que atende”, finalizou.

Ao fim da audiência, o Procurador Leandro Maciel considerou a iniciativa da discussão satisfatória e considerou, ainda, que todos os objetivos foram alcançados.

“Entendo que a audiência cumpriu todos os objetivos de trazer informações e detalhes, além de esclarecer aos interessados os pontos que havia alguma divergência. Fizemos uns encaminhamentos como a proposta de alteração legislativa e a proposta de detalhamento de plano de benefício. Então entendo que a matéria não vai se encerrar aqui, mas hoje pudemos dar um ponto inicial”, concluiu o Procurador.

Comentários
Economia
TV Clube Notícias
Facebook
  • newland

Teresina - PI

Obtido às 03:34

27º

Min 24º Max 33º

Muitas nuvens

84% 4 km/h Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel
RAPIDINHAS
Postada em 11/05/2018 ás 08h38

O Piauí é um dos estados que apresentaram maior crescimento nos gastos com a previdência de servidores, entre 2005 e 2016. Os dados, divulgados por Estadão, são de um levantamento realizado pelo economista piauiense Raul Velloso. O estudo aponta ainda que neste período, os gastos dos estados - na média - cresceram até 111%, chegando aos R$ 163 bilhões no último ano. Além do Piauí, Sergipe e Santa Catarina também registraram aumentos consideráveis nos gastos com a previdência. Os dados completos do estudo serão apresentados em um fórum nacional nesta quinta-feira (10).

Postada em 09/05/2018 ás 08h26

Não houve acertadores para as seis dezenas do concurso 2.038 da Mega-Sena, realizado nesta noite (8), em Maravilha (SC). As dezenas sorteadas foram: 06 – 25 – 26 – 35 – 38 - 40. O prêmio estimado era de R$ 28 milhões. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quinta-feira (10), é distribuir R$ 30 milhões. A Quina teve 28 apostas ganhadoras, e cada um vai levar R$ 65.960,70. Outras 2.768 pessoas ganharam na Quadra, com prêmio de R$ 953,18 para cada.

Postada em 06/03/2018 ás 09h53

Há exatos 5 anos, no dia 6 de março de 2013 morreu o cantor e compositor da banda Charlie Brown Jr, Chorão. Fãs prestam homenagem na Internet ao ídolo.

Postada em 22/02/2018 ás 10h20

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualizou, nesta sexta-feira (16/02), os dados do setor de planos de saúde que são disponibilizados para consulta na Sala de Situação. Os números relativos a janeiro confirmam a tendência de estabilidade que vinha sendo observada ao longo de 2017, com leve crescimento tanto no comparativo mensal como no comparativo dos últimos 12 meses. São 47,4 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares no país, 119,5 mil a mais que o número registrado em dezembro e cerca de 64 mil a mais em relação a janeiro do ano passado.

Postada em 22/02/2018 ás 10h19

Com o objetivo de supervisionar e assegurar o exercício legal da profissão, o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) realizou a fiscalização em 75 empresas no último ano. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 12 mil em multas aplicadas.

Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium