Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads

Teresina

Por Redação
Postada em 21/05/2019 ás 20h59 - atualizada em 22/05/2019 ás 09h10
Fonte: Com informações do Cidade Verde

Policial é condenado por tentativa de homicídio em Teresina

De acordo com a acusação, a agente teria se envolvido em briga com a vítima durante festa que ocorria no local do fato.
Policial é condenado por tentativa de homicídio em Teresina
Foto: Reprodução\ Teresina Diário

O policial rodoviário federal Celso Cunha de Alcântara foi condenado a um ano de prisão por tentativa de homicídio culposo contra José Milton Campelo de Almeida , realizada , condenou, por maioria de votos, . A decisão foi tomada nesta segunda-feira (21), durante sessão do Júri Popular presidida pelo magistrado Robledo Moraes Peres de Almeida, juiz auxiliar da 1ª Vara do Tribunal do Júri da comarca de Teresina.

O crime ocorreu no dia 15 de junho de 2008, em uma casa de eventos da Capital. Segundo a acusação, na ocasião, Celso teria agredido José Milton com socos e pontapés devido ao excesso de barulho em uma festa que acontecia no local. Durante a sessão, houve depoimento das testemunhas, além de manifestações do Ministério Público e dos advogados do acusado. A defesa alegou não se tratar de crime doloso (quando o ato se dá de maneira intencional), mas de um excesso na legítima defesa.

O Conselho de Sentença, mais conhecido como “Júri Popular”, reconheceu, por maioria de votos, a materialidade da tentativa de homicídio, além de confirmar o nome de Celso Cunha como autor do crime. Porém, negou a qualificação dos atos como sendo de homicídio doloso, qualificando o ato como culposo.

Tendo em vista a decisão soberana do Conselho de Sentença,  o juiz Robledo de Almeida, responsável pela designação da pena, sentenciou o policial rodoviário a um ano de prisão, concedendo ao réu o direito de recorrer em liberdade. Em sua decisão, o magistrado levou em consideração fatores como a boa conduta social do réu, apontada pelas testemunhas; a não existência de agravantes; e o fato de o acusado ter respondido ao processo em liberdade, não estando presentes os requisitos para a decretação de prisão preventiva.

Comentários
Polícia
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 15h52
34°
Nuvens esparsas Máxima: 34° - Mínima: 24°
37°

Sensação

13 km/h

Vento

44%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
  • banner lateral - 24-11 vem pro parque
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp