Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 04/06/2019 ás 10h56
Fonte: Portal Viagora

Senado aprova MP que combate fraudes previdenciárias

Em reunião, a oposição firmou acordo com líder do governo, Fernando Bezerra (MDB-PE) para alterar prazos no texto da Reforma da Previdência
Senado aprova MP que combate fraudes previdenciárias
Foto Reprodução

A Medida Provisória (MP) 871/2019 foi aprovada pelo Senado na noite de ontem, 3 de junho, e tem como proposta combater fraudes previdenciárias. Em seu último dia para perder validade, a MP foi aprovada e segue para sanção presidencial. Compareceram à votação 68 senadores, onde 55 votaram a favor da MP e 12 contra. Segundo o governo, a MP vai gerar economia de R$ 10 bilhões por ano. Os senadores que votaram contra, salientam que haverá dificuldade para que os trabalhadores façam seus cadastros.

De acordo com o texto da MP, será feita revisão de benefícios que apresentem irregularidades, além do pagamento de bônus para servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O texto pontua que os trabalhadores rurais terão seus cadastros feitos pelo governo e não mais pelos sindicatos, e restringe o pagamento de auxílio-reclusão somente aos casos de pena em regime fechado.

Além do mais, o INSS acessará dados do Sistema Único de Saúde (SUS), da Receita Federal e movimentações que ocorrem no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Podendo, ainda, se houver convênio, ter acesso às informações médicas de entidades privadas.

Rede, Cidadania, PDT e PSB, partidos de oposição, firmaram acordo com Fernando Bezerra (MDB-PE), líder do governo para registrar quórum, fazendo com que a votação acontecesse. Na reunião para firmar o acordo, o secretário da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, também participou.

Insatisfeitos com o curto prazo para que os agricultores rurais e pescadores fizessem seu cadastro no Ministério da Economia, validando seu tempo de serviço, a oposição conseguiu firmar compromisso com o governo de alterar os prazos no texto da Reforma da Previdência. Se não houver cadastramento de 50% em um prazo de cinco anos, o governo irá aumentar o prazo. Fernando Bezerra garantiu o cumprimento do acordo.

Ressalta-se que, mesmo com o acordo, havia senadores contrários à aprovação da MP da forma que chegou da Câmara. O ponto alto das queixas foi a exclusão dos sindicatos no processo de cadastramento, uma vez que os trabalhadores rurais e pescadores vão precisar se deslocar para localidades mais distantes para chegar a postos do INSS. A crítica também se deu pela entrega da MP ao Senado às vésperas do seu vencimento.

Comentários
Polícia
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 09h08
28°
Alguma nebulosidade Máxima: 38° - Mínima: 23°
31°

Sensação

7 km/h

Vento

70%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp