Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 06/07/2019 ás 11h06
Fonte: Portal GP1

TJ derruba decisão que afastava diretores de presídios no Piauí

"Determino a suspensão da eficácia da sentença prolatada pelo Juiz da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda de Teresina pelo prazo de 90 (noventa) dias", determinou o desembargador Sebastião Ribeiro Martins.
TJ derruba decisão que afastava diretores de presídios no Piauí
Presidente do TJ- PI Sebastião Ribeiro Martins/Foto: Marcelo Cardoso

O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, derrubou a decisão que determinava o afastamento imediado dos diretores das penitenciárias de Parnaíba, Esperantina, Bom Jesus, da Casa de Detenção de São Raimundo Nonato e da Major César. O presidente do TJ-PI deu um prazo de 90 dias para que o Governo do Estado do Piauí possa fazer os ajustes e realizar o afastamento. A decisão é do dia 5 de julho.

A liminar do desembargador foi dada em resposta a pedido interposto pelo Estado do Piauí, com o objetivo sustar a eficácia de tutela antecipada concedida pelo juiz de direito Anderson Antônio Brito Nogueira, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina, que determinava afastamento imediato dos diretores Fernando Caldas Machado (Parnaíba), Rondiney Amorim Araújo (Esperantina), José de Melo (São Raimundo Nonato), Ronald Aves Tenório de Oliveira (Bom Jesus), Luiz Torquato de Oliveira Neto (Casa de Custódia) e Cleyton Lustosa Lima (Major César).

Prazo de 90 dias

Na decisão, o desembargador Sebastião Ribeiro Martins suspendeu decisão do juiz Anderson Antônio de Brito Nogueira por 90 dias para que o Governo do Estado do Piauí possa fazer os ajustes necessários e faça a troca dos diretores penitenciários. A mudança imediata, segundo Sebastião Ribeiro Martins, poderia comprometer a segurança interna dos presídios e a segurança da sociedade.

“Por tais razões, vislumbro que a determinação para imediata anulação dos atos de nomeação dos diretores de estabelecimento prisional, acaso mantida, pode acarretar inesperada descontinuidade nas atividades estatais desempenhadas no âmbito destas unidades, comprometendo a segurança interna dos presídios e, em última análise, da própria sociedade”, afirmou o desembargador.

Para o presidente do TJ-PI, “o sistema prisional estadual passa por crise e a exoneração imediata” dos servidores poderia “agravar” a situação e até mesmo causar rebeliões.

“Em virtude do exposto, nos termos do art. 4º da Lei n. 8.437/1992 e art. 1º da Lei nº 9.494/1997, determino a suspensão da eficácia da sentença prolatada pelo Juiz da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda de Teresina, nos autos da Ação Civil Pública nº 0801660-59.2018.8.18.0140, pelo prazo de 90 (noventa) dias”, determinou o desembargador.

Motivo do afastamento

De acordo com o artigo 75 da Lei de Execução Penal para dirigir presídios é necessário ser portador de diploma de nível superior de Direito, Psicologia, Ciências Sociais, Pedagogia ou Serviços Sociais. Os diretores que serão afastados são graduados em Matemática, Biologia, Administração e Comunicação Social.

Agepen

O diretor da Agepen-PI, Marcos Paulo, informou que Fernando Caldas Machado e Cleyton Lustosa Lima já não exercem mais a função de diretor “portanto não sendo mais cabível a citação”.

Comentários
Geral
  • O Boticario - Banner lateral
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
Teresina - PI
Atualizado às 20h09
28°
Muitas nuvens Máxima: 33° - Mínima: 23°
32°

Sensação

11 km/h

Vento

79%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Podcast Momento Jurídico
  • Ban - Lateral - Momentos Cidade Junina
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp