Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 11/09/2019 ás 08h11 - atualizada em 11/09/2019 ás 08h56

Piauí é destaque em medalhas nas olimpíadas científicas de 2019

Ao todo, foram mais de 1.500 medalhas conquistadas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e na Mostra Brasileira de Foguetes.
Piauí é destaque em medalhas nas olimpíadas científicas de 2019
Estudantes de escolas públicas e particulares participaram das competições. Foto: Reprodução/Governo do Estado

As Olimpíadas Científicas estimulam os jovens de escolas públicas ou privadas a participarem de avaliações em várias áreas do conhecimento como Matemática, Língua Portuguesa, Ciências, Química, Física, Biologia, História, Geografia, Astronomia, entre outras. Duas dessas competições têm movimentado o ambiente escolar nos últimos dias com a divulgação dos resultados: a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog), nas quais as escolas públicas estaduais do Piauí alcançaram ótimos resultados.

Na edição de 2019, os estudantes das escolas piauiense conquistaram, entre ouros, pratas e bronzes, 237 medalhas na Mobfog e 1.314 medalhas na OBA. Essas competições são realizadas anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) entre alunos de todos os anos dos Ensinos Fundamental e Médio, em todo território nacional.

Elas têm os objetivos fomentar o interesse dos jovens pela Astronáutica, Física, Astronomia e ciências afins, promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa, mobilizando num mutirão nacional, alunos, professores, coordenadores pedagógicos, diretores, pais e escolas, e instituições voltadas às atividades aeroespaciais.

Dentre os inúmeros destaques pertencentes a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), podemos citar o Patronato Irmãos Dantas, de Piracuruca, que conquistou três medalhas de ouro, 12 de prata e 46 de bronze; e o Patronato Nossa Senhora de Lourdes, de Campo Maior, que obteve 46 medalhas de ouro, nove de prata e outras nove de bronze. 

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, observa que os estudantes e professores participantes recebem certificados de participação, concorrem a medalhas a nível estadual, nacional, participação em competições internacionais e mais do que isso, proporcionam uma série de novas descobertas, ideais e técnicas durante cada etapa das provas.

"As olimpíadas são muito desafiadoras e permitem aos estudantes se aprofundarem em uma matéria do seu interesse. Além disso, independentemente dos resultados, todos recebem certificados de participação para já compor seus currículos. Algumas Universidades públicas como a Unicamp, também destinam vagas em suas graduações para premiados em olimpíadas. Por isso, a Seduc e o Governo do Piauí apoiam incondicionalmente esse tipo de atividade", completa o secretário.

Comentários
Educação
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 05h57
24°
Muitas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 24°
24°

Sensação

9.1 km/h

Vento

66.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
  • banner lateral - 24-11 vem pro parque
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp