Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 16/09/2019 ás 10h04 - atualizada em 16/09/2019 ás 10h13
Fonte: Com informações do Globo Rural

Incêndios no Centro-Oeste causam prejuízos milionários para produtores rurais

Por causa das queimadas, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul decretaram situação de emergência com esperança de receberem mais auxílio do governo federal
Incêndios no Centro-Oeste causam prejuízos milionários para produtores rurais
Foto: Jose Cruz/Agência Brasil

O Centro-Oeste ainda enfrenta graves problemas causados pelas queimadas na região. Em Mato Grosso do Sul, os focos de incêndio atingiram o Pantanal, já em Mato Grosso o fogo matou animais e trouxe prejuízos para os agricultores.

Na propriedade da agricultora Aparecida Fabiano Rocha, em Rondonópolis, a semana foi de recuperação após os incêndios destruírem cercas, pomares e 19 hectares de pasto. "Eu não consegui até agora fazer um levantamento correto, mas eu creio que eu vou gastar mais de R$ 30 mil (para recuperar tudo)”, calcula Aparecida, em entrevista para o Globo Rural.

Além disso, das 10 cabeças de gado no sítio, uma morreu com o fogo. Os animais que sobreviveram estão feridos causando mais um prejuízo pois a produtora rural precisou comprar remédios para aplicar.

Em outra fazenda, localizada no município de Canabrava do Norte, cerca de 50 animais morreram nos incêndios.

Já em Primavera do Leste, o fogo também levou prejuízos para uma produção de algodão. No total, 250 fardos de pluma pegaram fogo. Um prejuízo estimado em mais de R$ 1 milhão.

De acordo com os produtores da região, o fogo teria começado na palhada de milho de uma propriedade vizinha. E, mesmo depois de vários dias, os funcionários ainda precisam fazer o resfriamento da área.

Por causa das queimadas, foi decretada situação de emergência nos dois estados com a esperança de receberem mais auxílio do governo federal.

Com o decreto, fica autorizada a convocação de trabalho voluntário para conter as chamas, a mobilização de todos os órgãos estaduais "nas ações de resposta ao desastre, reabilitação e cenário e reconstrução" , entrar em propriedades particulares e determinar evacuação "no caso de iminente perigo público, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano", tudo sob a coordenação da Defesa Civil.

Ainda com o decreto, o governo poderá comprar sem licitação bens necessários aos combates a incêndio nestes 9 municípios e a obras em imóveis que tenham sido danificados pelas queimadas.

Na última quarta-feira (11), o governo divulgou relatório da Sala de Situação Integrada, da Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (CEDEC-MS), e mostrou que mais de 1 milhão de hectares de vegetação foi destruído por queimados, entre 1º de agosto a 9 de setembro deste ano. O relatório ressalta ainda que não há previsão de chuva, ressaltando a situação de emergência em algumas regiões.

 

Comentários
Economia
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
  • O Boticario - Banner lateral
  • newland
Teresina - PI
Atualizado às 05h34
25°
Nuvens esparsas Máxima: 37° - Mínima: 24°
25°

Sensação

6 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Podcast Momento Jurídico
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp