Política
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos
Downloads
  • Campanha Pró Piauí
  • ITTNet
  • Grupo CEV
  • Colegio St Marcelina
  • SESAPI Dengue
  • Ilhotas Padaria
  • Secretaria Estadual de Saúde
Postada em 25/09/2019 ás 08h14 - atualizada em 25/09/2019 ás 10h11
Fonte: Com informações do G1

Aluna da UESPI varre chão da sala de aula após greve dos funcionários de limpeza

O pró-reitor disse que os problemas estruturais já estão sendo resolvidos.
Aluna da UESPI varre chão da sala de aula após greve dos funcionários de limpeza
Aluna varre sala de aula da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) — Foto: Reprodução

Um vídeo mostrndo  uma estudante varrendo a sala de aula da Universidade Estadual do Piauí, do campus Clóvis Moura, no bairro Dirceu, Zona Sudeste de Teresina, viralizou nos últimos dias e gera revoltas. O descaso com a ausência de funcionários de serviços gerais, que paralisaram as atividades há uma semana por falta de pagamento, implica no aprendizado dos alunos e o ambiente precário para o aprendizado . Além disso, a instituição enfrenta a falta de quase 600 professores em diversos cursos e problemas de estrutura.

Nas imagens, a aluna limpa a sala que se encontra bastante suja, enquanto a outra estudante que está gravando o vídeo reclama da ausência de funcionários para realizar a limpeza do local. Durante o vídeo, elas relatam que os funcionários estão há meses sem receber salário e por isso não estão trabalhando.

Outra preocupação que as alunas alegam, é  que funcionários terceirizados do serviço de segurança da universidade também ameaçam interromper as atividades pela falta de pagamento. 

De acordo com o diretor social do Sindicato dos Terceirizados do Piauí, Tiago Reis Silva, os servidores estão três meses sem salários. Ao todo, 230 funcionários atuam nos dois campi da Universidade Estadual do Piauí em Teresina.

"Na verdade, estamos há três anos nessa situação, com pagamento sempre em atraso. Além dos salários, os servidores estão quatro meses sem receber o vale alimentação", disse o diretor.

Segundo o pró-reitor de Administração da Uespi, Pedro Antônio Soares, os ajustes no que diz respeito a problemas de estrutura estão sendo resolvidos.

“Vemos com muita preocupação a questão das disciplinas em aberto e estamos fazendo o possível para resolver essa questão. A solução inicial é a contratação de novos professores efetivos, mas limitações Lei de Responsabilidade Fiscal [LRF] nos impede. Há também a possibilidade de contratação de professores substitutos, mas há uma lei que impede a contratação para além dos 20% do total de efetivos. Hoje estamos com 21% desse percentual, portanto, estamos acima do que estabelece a legislação. Nesse sentido foi constituído uma comissão formada pelo Governo do Estado, administração superior e sindicato para discutir as possíveis saídas, uma delas é a possibilidade de alteração desse dispositivo da lei que estabelece os 20%”, explicou.

As reclamações são constantes, sem melhorias, e as alunas explicam que estão pagando matéria com alunos de  outros cursos para não serem prejudicadas; principalmente pela falta de professores.

Comentários
Educação
TV Clube Notícias
Facebook

Teresina - PI

Obtido às 05:22

22º

Min 22º Max 35º

Alguma nebulosidade

94% 4 km/h Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel
#ConselhoDoDia
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium