Política
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos
Postada em 02/10/2019 ás 10h15

Produção industrial cresce 0,8% em agosto, diz IBGE

Apesar do crescimento, dados mostram queda de 2,3% em relação ao mesmo período do ano passado
Produção industrial cresce 0,8% em agosto, diz IBGE
Foto: Reprodução/IBGE

Em agosto de 2019, a produção industrial cresceu 0,8% frente a julho (série com ajuste sazonal), eliminando, assim, grande parte da perda de 0,9% acumulada no período maio-julho de 2019. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com agosto de 2018, o total da indústria apontou redução de 2,3% em agosto de 2019, após também registrar recuo em junho (-5,9%) e julho (-2,5%).

O setor industrial acumulou queda de 1,7% nos oito primeiros meses de 2019. O acumulado nos últimos 12 meses, ao assinalar recuo de 1,7% em agosto de 2019, mostrou perda de ritmo frente ao resultado do mês anterior (-1,3%) e permaneceu com a trajetória predominantemente descendente iniciada em julho de 2018 (3,2%).

10 dos 26 ramos pesquisados cresceram em agosto

Entre as atividades, a influência positiva mais importante foi registrada por indústrias extrativas, que avançou 6,6%, quarta taxa positiva consecutiva, acumulando, assim, ganho de 25,2% nesse período. Vale destacar que esses resultados positivos interromperam três meses seguidos de queda na produção, período em que acumulou redução de 24,2%. Outros impactos positivos relevantes foram observados nos setores de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,6%) e de produtos alimentícios (2,0%), com o primeiro assinalando avanço de 7,7% no período maio-agosto de 2019; e o segundo interrompendo três meses consecutivos de queda na produção, período em que acumulou perda de 3,0%.

Por outro lado, entre os 16 ramos que reduziram a produção nesse mês, o desempenho de maior importância para a média global foi registrado por veículos automotores, reboques e carrocerias, que recuou 3,0%, revertendo, dessa forma, a expansão de 1,4% verificada no mês anterior, quando interrompeu dois meses consecutivos de queda, período em que acumulou redução de 4,4%. Vale destacar também os resultados negativos assinalados pelos ramos de confecção de artigos do vestuário e acessórios (-7,4%), de máquinas e equipamentos (-2,7%) e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-4,9%), após o crescimento observado em julho último: 0,9%, 6,4% e 6,4%, respectivamente.

Entre as grandes categorias econômicas, ainda na comparação com o mês imediatamente anterior, bens intermediários, ao crescer 1,4%, mostrou a única taxa positiva em agosto de 2019, após assinalar queda em junho (-0,6%) e ficar estável em julho (0,0%). Por outro lado, o setor produtor de bens de consumo duráveis (-1,8%) apontou o recuo mais intenso nesse mês, após avançar 0,4% em julho de 2019, quando interrompeu dois meses consecutivos de queda na produção, período em que acumulou redução de 3,0%. Os segmentos de bens de consumo semi e não-duráveis (-0,4%) e de bens de capital (-0,4%) também assinalaram resultados negativos em agosto de 2019, com o primeiro eliminando parte do avanço de 1,3%% verificado em julho; e o segundo marcando o terceiro mês seguido de queda na produção, com perda acumulada de 1,1% nesse período.

Comentários
Economia
TV Clube Notícias
Facebook

Teresina - PI

Obtido às 03:30

26º

Min 24º Max 37º

Nuvens esparsas

79% 11 km/h Fonte: Climatempo
RAPIDINHAS
Postada em 11/05/2018 ás 08h38

O Piauí é um dos estados que apresentaram maior crescimento nos gastos com a previdência de servidores, entre 2005 e 2016. Os dados, divulgados por Estadão, são de um levantamento realizado pelo economista piauiense Raul Velloso. O estudo aponta ainda que neste período, os gastos dos estados - na média - cresceram até 111%, chegando aos R$ 163 bilhões no último ano. Além do Piauí, Sergipe e Santa Catarina também registraram aumentos consideráveis nos gastos com a previdência. Os dados completos do estudo serão apresentados em um fórum nacional nesta quinta-feira (10).

Postada em 09/05/2018 ás 08h26

Não houve acertadores para as seis dezenas do concurso 2.038 da Mega-Sena, realizado nesta noite (8), em Maravilha (SC). As dezenas sorteadas foram: 06 – 25 – 26 – 35 – 38 - 40. O prêmio estimado era de R$ 28 milhões. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quinta-feira (10), é distribuir R$ 30 milhões. A Quina teve 28 apostas ganhadoras, e cada um vai levar R$ 65.960,70. Outras 2.768 pessoas ganharam na Quadra, com prêmio de R$ 953,18 para cada.

Postada em 06/03/2018 ás 09h53

Há exatos 5 anos, no dia 6 de março de 2013 morreu o cantor e compositor da banda Charlie Brown Jr, Chorão. Fãs prestam homenagem na Internet ao ídolo.

Postada em 22/02/2018 ás 10h20

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualizou, nesta sexta-feira (16/02), os dados do setor de planos de saúde que são disponibilizados para consulta na Sala de Situação. Os números relativos a janeiro confirmam a tendência de estabilidade que vinha sendo observada ao longo de 2017, com leve crescimento tanto no comparativo mensal como no comparativo dos últimos 12 meses. São 47,4 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares no país, 119,5 mil a mais que o número registrado em dezembro e cerca de 64 mil a mais em relação a janeiro do ano passado.

Postada em 22/02/2018 ás 10h19

Com o objetivo de supervisionar e assegurar o exercício legal da profissão, o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) realizou a fiscalização em 75 empresas no último ano. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 12 mil em multas aplicadas.

Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2019 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium