Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 13/11/2019 ás 14h48 - atualizada em 13/11/2019 ás 14h53

Secretária de Meio Ambiente anuncia força tarefa para retirar aguapés do Rio Poti

Foi realizada uma visita técnica para traçar um plano estratégico de ação em conjunto com demais órgãos ambientais.
Secretária de Meio Ambiente anuncia força tarefa para retirar aguapés do Rio Poti
Imagem aérea do Rio Poti. Foto: Reprodução.

A Secretária de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), Sádia Castro, realizou, na última terça-feira (12), uma visita técnica ao rio Poti ao lado de outros integrantes da Semar e o gerente do Centro de Educação Ambiental (CEA), Rubens Luna, para verificação da presença dos aguapés.

O trecho entre a Floresta Fóssil e a ponte da Primavera é o mais afetado. A secretária explica que a partir desta visita será feito um levantamento atualizado sobre a situação. “O último registro de planejamento de ações que temos é de 2017. Nossa ideia é atualizar dados e informações para a partir disso traçar uma estratégia em conjunto com outros órgãos de meio ambiente. De imediato, planejaremos uma força tarefa para aliviar o rio nas áreas mais críticas”, declarou Sádia.

O aguapé (Eichhornia crassipes) é uma planta aquática flutuante, com grandes folhas redondas. Quando floresce, produz flores azul-arroxeadas. Ao se proliferar, o aguapé impede a entrada da luz no rio, a reprodução de algas e microalgas, que são a base da cadeia alimentar, e dificulta a oxigenação da água.

Se estiverem em grande quantidade os aguapés são maléficos, contudo, em pequenas quantidades eles desempenham um importante papel na manutenção e no equilíbrio dos ambientes aquáticos. “Eles servem como filtro natural, devido à sua capacidade de absorver poluentes”, explica Rubens Luna, gerente do CEA.

O aguapé pode aumentar sua massa verde em 15% por dia acumulando 800 kg por hectare, dobrando-a a cada seis ou sete dias. A retirada dos aguapés é apenas uma medida paliativa, pois o fator que mais impulsiona o surgimento dessa vegetação é a matéria orgânica lançada no rio.

Comentários
Meio Ambiente
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 19h58
34°
Alguma nebulosidade Máxima: 37° - Mínima: 24°
36°

Sensação

6 km/h

Vento

41%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp