Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 24/01/2020 ás 23h54 - atualizada em 27/01/2020 ás 09h18

Reunião é realizada para discutir a situação dos venezuelanos em Teresina

Representantes da Semcaspi e MPF conversaram sobre os refugiados que estão nos abrigos do Piratinga e do CSU, ambos na zona norte da capital.
Reunião é realizada para discutir a situação dos venezuelanos em Teresina
O secretário da Semcaspi anunciou que o recurso do Governo Federal foi repassado para o município e que uma empresa está sendo contratada para formação de equipes e acompanhamento dos venezuelanos. Foto: Ascom/ Semcaspi

Representantes do Ministério Público Federal (MPF) e da  Secretária Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) participaram de uma reunião, realizada nessa quinta-feira (23), para tratar sobre a situação dos venezuelanos indígenas Warao. Os refugiados estão residindo no abrigo do CSU do bairro Buenos Aires, e no Piratinga, ambos na zona norte de Teresina.

Os venezuelanos chegaram na capital no ano passado e estão refugiados devido à crise econômica e política na Venezuela. Em Teresina, 187 deles estão divididos entre os dois abrigos. Para debater essa situação, o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, se reuniu com o antropólogo do MPF, Márcio Martins dos Santos, junto com a gerente de Proteção Social Especial da Semcaspi, Mayra Sousa. No encontro, o representante do MPF buscou informações sobre o acolhimento humanitário e assistência institucional aos migrantes por parte da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e a receptividade dos venezuelanos com os serviços no aspecto da atenção social, à saúde e à segurança alimentar que são ofertados pelo poder público.

“Nós estamos percorrendo todos os estados que estão abrigando os venezuelanos para a elaboração de um relatório antropológico sobre a situação dos refugiados, a acolhida nesses lugares e o acesso às políticas públicas”, afirmou Márcio Martins dos Santos.

O secretário da Semcaspi apresentou o planejamento para continuidade do acolhimento humanitário e as dificuldades de diálogo com os venezuelanos, já que alguns praticam infrações das regras de convivência que foram definidas dentro do abrigo do CSU do bairro Buenos Aires, coordenado pela Secretaria Municipal.

“Foi um encontro muito proveitoso. Deixamos em aberto para que, caso haja sugestão de qualquer outro lugar que esteja com a mesma situação que a nossa, que a gente possa ajustar e prestar de maneira plena nosso dever humanitário e institucional”, destacou Samuel Silveira.

Durante a reunião, o secretário anunciou que o recurso do governo federal foi repassado para o município e que uma empresa está sendo contratada para formação de equipes e acompanhamento dos venezuelanos.  “O recurso financeiro é de suma importância, porque vai garantir a estabilização e inserção destes refugiados, adultos e crianças, na comunidade através do mercado de trabalho e na escola”, afirma Samuel Silveira.

Comentários
Cidades
TV Clube Notícias
Facebook
Teresina - PI
Atualizado às 09h17
28°
Nuvens esparsas Máxima: 38° - Mínima: 24°
31°

Sensação

7 km/h

Vento

70%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Instagram
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2020 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp