Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 12/06/2020 ás 09h25 - atualizada em 12/06/2020 ás 09h31
Fonte: Ascom

Com protocolo definido, Sinduscon aguarda aprovação das autoridades para o retorno do setor

O Sindicato se reuniu com representantes dos governos estaduais e municipais para apresentação da minuta definitiva do protocolo.

O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina) esteve em reunião nesta quinta-feira (11) com representantes do Governo do Estado, Prefeitura de Teresina e a Associação Piauiense de Município (APPM), para apresentação da minuta definitiva do protocolo de retorno às atividades do setor. Com sua definição, o protocolo é fundamental para direcionar às medidas preventivas nos canteiros de obras e escritórios. O segmento aguarda as autoridades analisarem os dados indicativos do cenário ideal da Covid-19 para a retomada segura.

O presidente do Sinduscon Teresina, Francisco Reinaldo, destaca que as discussões caminham para a finalização e que as autoridades apenas aguardam o maior controle dos casos para o retorno. "Chegamos hoje à conclusão final, com bastante êxito, de um protocolo que ficou muito bom e vai nos trazer bastante segurança em nossas atividades. Ele será aplicado nas obras e nos escritórios. Isso nos dá a garantia, segurança e tranquilidade de que retornaremos de maneira segura, tanto para os nossos funcionários quanto para a população de um modo geral. Aguardamos agora a definição do momento do retorno, que está a cargo das autoridades, que analisam os dados e, tão logo sejam favoráveis, estaremos autorizados a voltar", comenta o presidente.

Ele também reconhece a importância da decisão em divulgar um protocolo unificado, que melhor orienta a categoria. "Essa é uma noticia muito boa. Vamos tomar todos cuidados e temos a certeza que ao seguir o protocolo, como foi elaborado, não vamos ter problemas sérios. A construção é parte da solução. Liberar um setor, como o nosso, e com esse sistema de monitoramento, possibilita uma amostragem enorme para avaliar os outros setores. Vai servir de balizador para o restante das decisões do poder público", pontua Francisco Reinaldo.

Quanto ao protocolo específico da construção civil, algumas das medidas são: a marcação de pisos na entrada da obra e pontos estratégicos para manter o distanciamento; restrição da entrada de pessoal que não trabalha nos canteiros de obras; redefinição do uso de elevadores; assim como o não compartilhamento de utensílios pessoais (como canecas, telefones e carrinhos de mão). Nos escritórios, a recomendação são reuniões virtuais e, quando presenciais, têm que acontecer com cinco pessoas no máximo (com atenção às medidas de proteção). O protocolo geral orienta empresas com mais de 20 trabalhadores a fazer o plano ampliado de segurança sanitária e contenção da Covid-19. Já as que têm até 19 funcionários devem fazer o plano simplificado. Ambos devem ser cadastrados no site Pro Piauí.

Tatiana Chaves, Diretora da Vigilância Sanitária do Estado, explicou no encontro on-line que orientações têm que estar dispostas em toda a empresa para que os funcionários tenham consciência de que medidas podem seguir. "Além disso, onde não for possível instalar pias, têm que disponibilizar o álcool. São recomendações simples. Só tem uma situação que é muito complexa: a responsabilidade é compartilhada. Se cada um fizer a sua parte com certeza vamos ter a possibilidade de reduzir a propagação do vírus. Se um falhar na sua etapa, todos falham. A cadeia não pode ser quebrada", ressalta.

Durante o encontro, o secretário de Planejamento do Estado, Antônio Neto, agradeceu ao empenho do setor e destacou que o protocolo já está em fase de finalização. "Já precisamos começar a nos preparar efetivamente. O protocolo da construção civil está bem encaminhado em diversos pontos. Nessa reunião pudemos ver as complementações. Nossa ideia é encerrar esse momento com o protocolo definido, para que possamos publicar. Vai ser um protocolo unificado. Esse é um momento bastante proveitoso porque estamos numa fase bastante avançada de consenso. Vamos usar a base desse protocolo em todo o Estado, como orientação para os demais que não têm", explicou o secretário.

Representando a Prefeitura de Teresina, o secretário municipal de Finanças, Francisco Canindé, também acompanhou a reunião e parabenizou o esforço da categoria em auxiliar na produção do protocolo. "As construtoras vão precisar de tempo para se adequar. O Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura, vai realizar o fechamento da maioria dos serviços neste fim semana. Esse lockdown parcial vai nos dar um panorama mais detalhado. Todos os protocolos iniciais, específicos do setor, tiveram a contribuição do Sinduscon. Vamos ter todo o cuidado nessa volta", finaliza o secretário.

Comentários
Economia
  • O Boticario - Banner lateral
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
  • newland
Teresina - PI
Atualizado às 07h04
25°
Alguma nebulosidade Máxima: 37° - Mínima: 24°
25°

Sensação

6 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Podcast Momento Jurídico
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp