Política
Eleições 2018
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos

Baixa Grande do Ribeiro

Por Redação

86 98873 2500

Postada em 01/05/2018 ás 12h33 - atualizada em 02/05/2018 ás 10h22

Produtores enfrentam dificuldades no Cerrado piauiense por descaso do Governo Estado

Falta de estradas e energia de péssima qualidade são as principais queixas.
Produtores enfrentam dificuldades no Cerrado piauiense por descaso do Governo Estado
Estradas de piçarra e esburacadas são uma das dificuldades dos produtores da região. Foto: Clube Notícias.

O município de Baixa Grande do Ribeiro, a 680km ao sul de Teresina, é o maior produtor de grãos do Estado. Com o maior PIB do Piauí, de aproximadamente R$50 mil, a riqueza da cidade não se reflete em infraestrutura, prejudicando os agricultores que geram lucros para a região, mas não têm retorno do Estado.

O acesso para a Serra Grande, localidade onde ficam as maiores fazendas, é bastante difícil. As estradas são de piçarra, estreitas, com inúmeros buracos, nos quais até os veículos com tração 4x4 passam com dificuldades. A poeira levantada com os caminhões deixa o trajeto ainda mais perigoso por falta de visibilidades. Em período chuvoso a situação piora, pois os buracos consideravelmente fundos tendem a acumular água, escondendo os perigos da via. Com isso, o escoamento da produção se torna bastante prejudicado, pois a carga atrasa, os caminhões usados no transporte quebram constantemente, o que causa prejuízos para o produtor.

Outro problema da região está relacionado com a energia elétrica. Alzir Aguiar Neto, vice-presidente da Associação de Produtores de Soja (APROSOJA), afirma que o serviço existente hoje na localidade foi obtida através de um investimento coletivo dos fazendeiros, caso contrário, eles poderiam estar sem o energia até hoje. “Cheguei na região em 1994, e não tinha energia na região, sendo algo fundamental para a produção. Com o aumento de propriedades na redondeza, foi visto a necessidade de puxar o serviço da cidade de Baixa Grande para cá. Então, os produtores se uniram e investiram pouco mais de R$20 milhões para trazer a energia”, afirmou.

Alzir Neto, vice presidente da APROSOJA. Foto: Clube Notícias

O investimento foi realizado com a promessa de que a Eletrobras retornaria uma parte do custo aos produtores, mas isto não ocorreu, como conta Alzir. “A Eletrobras nunca deu a contrapartida da obra, que seria no valor de 10% do que foi investido. Já fui até o órgão reclamar isso por diversas vezes, mas nunca fomos atendidos”, declarou.

O pré-candidato ao governo pelo PSC, Valter Alencar, ouviu as reclamações do representante dos produtores, onde considerou a importância deles para a região e o descaso do Estado na localidade. Ele acredita que é necessário conhecer de perto a realidade deles e que a solução dos problemas que ali existem deve ser o trabalho em conjunto do poder público com o privado. “A soma do público com o privado trará efetivamente a mudança verdadeira, realizando o plano estratégico do agronegócio do nosso estado. Quero compreender que uma fronteira tão importante da cultura do plantio, importante e vital para o Brasil e do mundo. É a importante pauta do agro fazendo o seu papel no privado, e o público tem que fazer seu dever de casa, é assim que nós pensamos”, declarou.

Alzir reforçou a ideia do pré-candidato, afirmando que a aliança público-privado contribuirá não apenas para os produtores, mas para o desenvolvimento de toda a cidade. “Nós esperamos ter uma contra-partida do governo. O público e o privado têm que se encontrar para resolver as soluções para o município e o estado. É preciso que a pauta do agronegócio seja uma pauta do Estado, não se pense apenas no desenvolvimento econômico, mas se atrele o desenvolvimento econômico ao desenvolvimento social”, finalizou.

André Leal - Especial para o ClubeNotícias - direto de Baixa Grande do Ribeiro (PI)

Comentários
Economia
TV Clube Notícias
Facebook

Teresina - PI

Obtido às 15:58

38º

Min 23º Max 38º

Ensolarado

5:43 am 5:48 pm 20% 17.70 km/h
RAPIDINHAS
Postada em 11/05/2018 ás 08h38

O Piauí é um dos estados que apresentaram maior crescimento nos gastos com a previdência de servidores, entre 2005 e 2016. Os dados, divulgados por Estadão, são de um levantamento realizado pelo economista piauiense Raul Velloso. O estudo aponta ainda que neste período, os gastos dos estados - na média - cresceram até 111%, chegando aos R$ 163 bilhões no último ano. Além do Piauí, Sergipe e Santa Catarina também registraram aumentos consideráveis nos gastos com a previdência. Os dados completos do estudo serão apresentados em um fórum nacional nesta quinta-feira (10).

Postada em 09/05/2018 ás 08h26

Não houve acertadores para as seis dezenas do concurso 2.038 da Mega-Sena, realizado nesta noite (8), em Maravilha (SC). As dezenas sorteadas foram: 06 – 25 – 26 – 35 – 38 - 40. O prêmio estimado era de R$ 28 milhões. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quinta-feira (10), é distribuir R$ 30 milhões. A Quina teve 28 apostas ganhadoras, e cada um vai levar R$ 65.960,70. Outras 2.768 pessoas ganharam na Quadra, com prêmio de R$ 953,18 para cada.

Postada em 06/03/2018 ás 09h53

Há exatos 5 anos, no dia 6 de março de 2013 morreu o cantor e compositor da banda Charlie Brown Jr, Chorão. Fãs prestam homenagem na Internet ao ídolo.

Postada em 22/02/2018 ás 10h20

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualizou, nesta sexta-feira (16/02), os dados do setor de planos de saúde que são disponibilizados para consulta na Sala de Situação. Os números relativos a janeiro confirmam a tendência de estabilidade que vinha sendo observada ao longo de 2017, com leve crescimento tanto no comparativo mensal como no comparativo dos últimos 12 meses. São 47,4 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares no país, 119,5 mil a mais que o número registrado em dezembro e cerca de 64 mil a mais em relação a janeiro do ano passado.

Postada em 22/02/2018 ás 10h19

Com o objetivo de supervisionar e assegurar o exercício legal da profissão, o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) realizou a fiscalização em 75 empresas no último ano. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 12 mil em multas aplicadas.

Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2018 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium