Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 18/05/2018 ás 15h28 - atualizada em 18/05/2018 ás 15h46
Fonte: Com informações do GP1

Promotor pede prisão preventiva de policial que atirou no cantor Saulo Dugado

O policial está sendo investigado pelo crime de peculato circunstanciado.
Promotor pede prisão preventiva de policial que atirou no cantor Saulo Dugado
Promotor de Justiça Assuero Oliveira. Foto: Portal Cidade Luz

O policial militar Wanderley Rodrigues da Silva, que atirou no cantor Saulo Dugado na última quinta-feira, 17, em uma padaria, receberá o pedido de prisão preventiva por descumprimento de ordem judicial. Ele é acusado de estar envolvido no sumiço de R$300 mil que foi subtraído no assalto ao Banco do Nordeste, em dezembro de 2017.

Segundo o promotor Assuero Stevenson Pereira Oliveira, da 9ª Promotoria de Justiça, Wanderley teria descumprido as condições que lhe foram impostas para que ficasse em liberdade, que seria não andar armado e não se envolver em qualquer outro delito. Mesmo em legítima defesa, o PM descumpriu as ordens da Justiça, pois sequer deveria estar portando o armamento.

O policial, que responde pelo crime de peculato circunstanciado, está em liberdade desde o dia 17 de abril. O pedido de prisão preventida deverá ser entregue nas próximas horas.

Comentários
Justiça
  • O Boticario - Banner lateral
  • newland
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
Teresina - PI
Atualizado às 23h18
30°
Alguma nebulosidade Máxima: 39° - Mínima: 24°
33°

Sensação

15 km/h

Vento

59%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Podcast Momento Jurídico
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp