Política
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos
Postada em 12/09/2019 ás 08h46 - atualizada em 12/09/2019 ás 09h23
Fonte: G1

Soneca até duas vezes por semana pode reduzir o risco de infartos, diz estudo

Foram analisados os hábitos de mais de 3.400 pacientes; O resultado mostra que essas reduções não estão associadas a cochilos muito longos e frequentes.
Soneca até duas vezes por semana pode reduzir o risco de infartos, diz estudo
Passageiro usou bagagem para montar 'cama king size' em estação de trem em Pequim, na China. Foto: Alexander F. Yuan/AP/Arquivo

O cochilo durante a tarde, uma ou duas vezes por semana, pode reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, segundo estudo publicado nesta segunda-feira (9) pela revista "Heart".

Pesquisadores da Universidade da Califórnia analisaram os hábitos de 3.462 suíços em um levantamento que monitorou os pacientes durante cinco anos.

Os participantes do estudo, com idades entre 35 e 75 anos, responderam a questionários sobre seus hábitos de descanso, que em alguns casos incluía um repouso após o almoço.

O estudo associou a redução de 48% no risco de doenças cardiovasculares, como o infarto, a cochilos "ocasionais" de cinco minutos a uma hora, uma ou duas vezes por semana.

Dormir muito não é a solução

Os pesquisadores alertam, entretanto, que dormir demais pode ser um problema se aliado a maus hábitos de saúde.

Os maiores "cochiladores", identificados pelo estudo como aqueles que cochilam após o almoço entre três e sete dias na semana, são mais propensos às doenças cardiovasculares, pressão e colesterol altos.

Isso porque, de acordo com o estudo, este grupo tende a ser formado por homens mais velhos, fumantes e acima do peso.

Ainda, segundo a pesquisa, este grupo de risco apresenta maior índice de apneia – quando durante o ronco, a pessoa pode parar de respirar.

Riscos da apneia

Além do sono de má qualidade, a apneia também impacta o coração. Isso porque há queda da oxigenação do sangue, o que aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Um coração trabalhando mais e com menos oxigênio é um grande estresse para o corpo e pode ser gatilho para doenças cardiovasculares como hipertensão, arritmia cardíaca, infarto e AVC.

A apneia também provoca a perda de produtividade, perda de qualidade de vida, cansaço, diminuição da concentração e memória, queda da libido e piora a diabetes.

Comentários
Saúde
TV Clube Notícias
Facebook

Teresina - PI

Obtido às 21:30

30º

Min 21º Max 38º

Alguma nebulosidade

55% 12.6 km/h Fonte: Climatempo
RAPIDINHAS
Postada em 11/05/2018 ás 08h38

O Piauí é um dos estados que apresentaram maior crescimento nos gastos com a previdência de servidores, entre 2005 e 2016. Os dados, divulgados por Estadão, são de um levantamento realizado pelo economista piauiense Raul Velloso. O estudo aponta ainda que neste período, os gastos dos estados - na média - cresceram até 111%, chegando aos R$ 163 bilhões no último ano. Além do Piauí, Sergipe e Santa Catarina também registraram aumentos consideráveis nos gastos com a previdência. Os dados completos do estudo serão apresentados em um fórum nacional nesta quinta-feira (10).

Postada em 09/05/2018 ás 08h26

Não houve acertadores para as seis dezenas do concurso 2.038 da Mega-Sena, realizado nesta noite (8), em Maravilha (SC). As dezenas sorteadas foram: 06 – 25 – 26 – 35 – 38 - 40. O prêmio estimado era de R$ 28 milhões. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quinta-feira (10), é distribuir R$ 30 milhões. A Quina teve 28 apostas ganhadoras, e cada um vai levar R$ 65.960,70. Outras 2.768 pessoas ganharam na Quadra, com prêmio de R$ 953,18 para cada.

Postada em 06/03/2018 ás 09h53

Há exatos 5 anos, no dia 6 de março de 2013 morreu o cantor e compositor da banda Charlie Brown Jr, Chorão. Fãs prestam homenagem na Internet ao ídolo.

Postada em 22/02/2018 ás 10h20

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualizou, nesta sexta-feira (16/02), os dados do setor de planos de saúde que são disponibilizados para consulta na Sala de Situação. Os números relativos a janeiro confirmam a tendência de estabilidade que vinha sendo observada ao longo de 2017, com leve crescimento tanto no comparativo mensal como no comparativo dos últimos 12 meses. São 47,4 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares no país, 119,5 mil a mais que o número registrado em dezembro e cerca de 64 mil a mais em relação a janeiro do ano passado.

Postada em 22/02/2018 ás 10h19

Com o objetivo de supervisionar e assegurar o exercício legal da profissão, o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) realizou a fiscalização em 75 empresas no último ano. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 12 mil em multas aplicadas.

Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2019 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium