Política
Eleições 2018
Economia
Esportes
Entretenimento
Concursos
Postada em 02/01/2019 ás 08h47
Fonte: FolhaPress

Jair Bolsonaro toma posse como presidente da República em Brasília

O ritual de transição do cargo começou por volta das 14h10, na Granja do Torto de onde o presidente e a primeira-dama, Michelle.
Jair Bolsonaro toma posse como presidente da República em Brasília
Jair Bolsonaro já empossado e com a faixa presidencial. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em cerimônia que contou com um público estimado de 115 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o capitão reformado Jair Messias Bolsonaro, 63 anos, tomou posse como o 38º presidente da República. O ritual de transição do cargo começou por volta das 14h10, na Granja do Torto, de onde o presidente e a primeira-dama, Michelle, saíram em carro aberto com destino ao Congresso Nacional e, depois, ao Palácio do Planalto. 

No primeiro discurso como presidente, já empossado, no Congresso, Bolsonaro (PSL) pregou um pacto com a sociedade e fez acenos à sua base eleitoral, ao pregar contra ideologia. Ele também pregou união, reconstrução do País, compromisso com uma sociedade sem discriminação e falou em revigorar a democracia. 

"Esses desafios só serão resolvidos mediante um verdadeiro pacto nacional entre a sociedade e os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário na busca de novos caminhos para um novo Brasil. Uma de minhas prioridades é proteger e revigorar a democracia brasileira trabalhando arduamente para que ela deixe de ser apenas uma promessa formal e distante e passe a ser um componente substancial e tangível da vida política brasileira com respeito ao Estado Democrático", disse. 

"A irresponsabilidade nos conduziu à maior crise ética, moral e econômica de nossa história. Hoje começamos um trabalho árduo para que o Brasil inicie um novo capítulo de sua história. Um capítulo no qual o Brasil será visto como um país forte, pujante, confiante e ousado.", prosseguiu. "Reafirmo meu compromisso de construir uma sociedade sem discriminação e divisão", disse. Também falou em partilhar o poder com estados e municípios. "Montamos nossa equipe de forma técnica, sem o tradicional viés político, que tornou o estado ineficiente e corrupto", afirmou. 

Bolsonaro falou por dez minutos em cerimônia no Congresso Nacional, após assinar o termo de posse. Seu vice, general Hamilton Mourão (PRTB), também foi empossado. Ambos juraram cumprir a Constituição e as leis. O presidente começou agradecendo a Deus por estar vivo, após ter sofrido um ataque a faca durante campanha em Juiz de Fora (MG). 

"Minha campanha eleitoral atendeu ao chamado das ruas e forjou o compromisso de colocar o Brasil acima de tudo, e Deus acima de todos. Por isso, quando os inimigos da pátria, da ordem e da liberdade, tentaram por fim a minha vida, milhões de brasileiros foram às ruas." 

Terminou repetindo o bordão: "Brasil acima de tudo e Deus acima de todos". "Trabalharei incansavelmente para que o Brasil se encontre com o seu destino e se torne a grande nação que todos queremos." 

No discurso, Bolsonaro pregou contra a ideologia, colocando-a ao lado de outras mazelas, como corrupção e criminalidade. "Aproveito este momento solene e convoco cada um dos congressistas para me ajudar na missão de restaurar e de reerguer nossa pátria, libertando-a definitivamente do julgo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica." 

Também defendeu a posse de armas. "O cidadão de bem merece dispor de meios para se defender, respeitando o referendo de 2005, quando optou nas urnas pelo direito à legítima defesa", disse. 

PLANALTO 

Depois de convocar o Congresso a atuar em favor de sua agenda no primeiro discurso como presidente, Jair Bolsonaro afirmou, ao falar à nação no Palácio do Planalto, de onde recebeu a faixa presidencial de Michel Temer, que começa a colocar em prática o projeto que "a maioria do povo brasileiro democraticamente escolheu". E que sua posse marca o dia em que "o povo começa a se libertar do socialismo." 

"É com humildade e honra que me dirijo a todos vocês como presidente do Brasil e me coloco diante de toda a nação neste dia como um dia em que o povo começou a se libertar do socialismo, se libertar da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto". 

O ministro Sergio Moro (Justiça), juiz federal responsável pelas ações da Operação Lava, foi o primeiro a assinar o termo de assunção do cargo, ovacionado pelas convidados presentes no Palácio do Planalto. Em seguida, os demais ministros assinaram o termo.

Comentários
Política
TV Clube Notícias
Facebook
RAPIDINHAS
Postada em 11/05/2018 ás 08h38

O Piauí é um dos estados que apresentaram maior crescimento nos gastos com a previdência de servidores, entre 2005 e 2016. Os dados, divulgados por Estadão, são de um levantamento realizado pelo economista piauiense Raul Velloso. O estudo aponta ainda que neste período, os gastos dos estados - na média - cresceram até 111%, chegando aos R$ 163 bilhões no último ano. Além do Piauí, Sergipe e Santa Catarina também registraram aumentos consideráveis nos gastos com a previdência. Os dados completos do estudo serão apresentados em um fórum nacional nesta quinta-feira (10).

Postada em 09/05/2018 ás 08h26

Não houve acertadores para as seis dezenas do concurso 2.038 da Mega-Sena, realizado nesta noite (8), em Maravilha (SC). As dezenas sorteadas foram: 06 – 25 – 26 – 35 – 38 - 40. O prêmio estimado era de R$ 28 milhões. A estimativa de prêmio do próximo concurso, que ocorre na próxima quinta-feira (10), é distribuir R$ 30 milhões. A Quina teve 28 apostas ganhadoras, e cada um vai levar R$ 65.960,70. Outras 2.768 pessoas ganharam na Quadra, com prêmio de R$ 953,18 para cada.

Postada em 06/03/2018 ás 09h53

Há exatos 5 anos, no dia 6 de março de 2013 morreu o cantor e compositor da banda Charlie Brown Jr, Chorão. Fãs prestam homenagem na Internet ao ídolo.

Postada em 22/02/2018 ás 10h20

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualizou, nesta sexta-feira (16/02), os dados do setor de planos de saúde que são disponibilizados para consulta na Sala de Situação. Os números relativos a janeiro confirmam a tendência de estabilidade que vinha sendo observada ao longo de 2017, com leve crescimento tanto no comparativo mensal como no comparativo dos últimos 12 meses. São 47,4 milhões de beneficiários em planos médico-hospitalares no país, 119,5 mil a mais que o número registrado em dezembro e cerca de 64 mil a mais em relação a janeiro do ano passado.

Postada em 22/02/2018 ás 10h19

Com o objetivo de supervisionar e assegurar o exercício legal da profissão, o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) realizou a fiscalização em 75 empresas no último ano. Ao todo, foram arrecadados mais de R$ 12 mil em multas aplicadas.

Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2019 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium