Política
Economia
Clube Entretenimento
Entretenimento
Concursos
Downloads
Postada em 01/07/2020 ás 19h18 - atualizada em 01/07/2020 ás 20h15
Fonte: G1 Piauí

Em protesto, entregadores por aplicativo paralisam atividades e pedem mais segurança em Teresina

Ato nacional pede melhores condições de trabalho. Associação de empresas do setor informou que está aberta ao diálogo e atenta às reivindicações dos trabalhadores.
Em protesto, entregadores por aplicativo paralisam atividades e pedem mais segurança em Teresina
Entregadores por aplicativo fazem protesto em Teresina. Foto: Reprodução.

Entregadores do ramo de alimentação que fazem entregas por aplicativos fizeram protesto e paralisaram atividades nesta quarta-feira (1º) em Teresina e se reuniram com o secretário de segurança pública. O ato é nacional e o grupo pede mais segurança aos profissionais, além de melhores condições de trabalho. Associação de empresas do setor, por meio de nota, informou que está aberta ao diálogo e atenta às reivindicações dos trabalhadores.

“Pedimos mais segurança, porque a situação piorou com a pandemia, estamos com mais demanda, mas não tem segurança nas ruas”, explicou Júlio César Sousa, que faz entregas na capital há oito meses.

Segundo ele, além do protesto, os trabalhadores não estão fazendo entregas nesta quarta-feira (1º), com paralisação como forma de chamar atenção a suas reivindicações.

“Queremos ainda aumento do valor das corridas, aumento do valor mínimo por entrega, fim do bloqueio e desligamentos indevidos pelos aplicativos, seguro roubo, seguro acidente e devida, fim do sistema de pontuação, pedimos uma sala de apoio do aplicativo em Teresina, suporte fora das corridas, com um contato direto com o app, e queremos reunião com órgãos públicos, com a Câmara Municipal de Teresina, para regularização municipal como foi feito com os motoristas”, explicou.

Segurança

No fim da manhã, o grupo se reuniu com o Secretário de Segurança Pública, Rubens Pereira, para pedir mais polícia nas ruas. Nessa terça-feira (30), um assalto a um entregador foi registrado por câmeras de segurança, no momento em que ele fazia uma entrega. Ele teve a moto roubada.

Após a reunião, o secretário informou que algumas medidas vão ser adotadas para atender às reivindicações da categoria. "Alguns criminosos estão aproveitando-se da situação até para se passarem por eles (entregadores). A categoria quer que o sistema de segurança atue e faça abordagens", afirmou Rubens Pereira.

"Nós estabelecemos algumas áreas de Teresina em que iremos atuar, através da Força Tarefa e da Polícia Militar, para fazer abordagens. Alguns outros encaminhamentos foram no sentido de que eles façam o registro dessas ocorrências junto à PM", explicou o secretário de Segurança.

O secretário informou ainda que os entregadores poderão contribuir com a atividade de inteligência da SSP com informações que podem ajudar no direcionamento do policiamento ostensivo.

Em nota, a SSP informou apenas que o secretário receberia uma comissão dos trabalhadores. Leia:

NOTA

O Secretário Estadual de Segurança Pública, Rubens Pereira, receberá nesta manhã de quarta-feira (01), três representantes dos motociclistas que realizam serviços como entregadores na capital. Na pauta serão tratadas as reivindicações e as medidas para combate da criminalidade contra a categoria.

Empresas se pronunciam

O G1 tentou contato com a Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (Amobitec), que representa os aplicativos, por telefone, mas as ligações não foram atendidas. Em nota divulgada nesta quarta em seu site, a organização diz que desde o início da pandemia foram tomadas diversas medidas de apoio, como distribuição gratuita ou reembolso pela compra de materiais de higiene e limpeza (máscara, álcool em gel e desinfetante) e a criação de fundos para pagar auxílio financeiro a parceiros diagnosticados com Covid-19 ou em grupos de risco.

Segundo a Amobitec, os entregadores cadastrados nas plataformas estão cobertos por seguro contra acidentes pessoais durante as entregas. A associação também informou estar aberta ao diálogo e que a mobilização desta quarta "não acarretará em punições ou bloqueios de qualquer natureza".

Leia a íntegra da nota:

O contexto da pandemia da Covid-19 teve efeitos severos sobre a economia, afetando a renda de milhões de brasileiros. Mesmo diante de um cenário crítico, as empresas associadas à Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia (“AMOBITEC”) que atuam no setor de delivery implementaram, desde o início da pandemia, diversas ações de apoio aos entregadores parceiro, tais como a distribuição gratuita ou reembolso pela compra de materiais de higiene e limpeza, como máscara, álcool em gel e desinfetante, e a criação de fundos para o pagamento de auxílio financeiro para parceiros diagnosticados com Covid-19 ou em grupos de risco. Além disso, os entregadores parceiros cadastrados nas plataformas estão cobertos por seguro contra acidentes pessoais durante as entregas.

As plataformas de delivery operam sistemas dinâmicos e flexíveis, que buscam equilibrar as necessidades de entregadores, de restaurantes e de usuários. As ações de combate à crise foram desenvolvidas mesmo em um cenário de acirramento da competição entre empresas e aumento expressivo no número de entregadores. Diante de um cenário econômico crítico como o da pandemia da Covid-19, a flexibilidade dos aplicativos foi essencial para que centenas de milhares de pessoas, entre entregadores, restaurantes, comerciantes e micro empresas, tivessem uma alternativa para gerar renda e apoiar o sustento de suas famílias.

É importante esclarecer que as empresas associadas à AMOBITEC não trabalham com esquema de pontuação para a distribuição de pedidos e deixam claro que a participação em atos como a manifestação desta quarta-feira (1/7) não acarretará em punições ou bloqueios de qualquer natureza.

A AMOBITEC e suas empresas associadas que atuam no setor de delivery reafirmam a abertura ao diálogo, sempre atentas às reivindicações dos entregadores parceiros para aprimorar a experiência de todos nas plataformas.

Comentários
  • Lateral - Vem pro parque - Home 03
  • O Boticario - Banner lateral
Teresina - PI
Atualizado às 19h34
25°
Muitas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 22°
25°

Sensação

4 km/h

Vento

94%

Umidade

Fonte: Climatempo
  • Amarração Hotel (atualizado 31-07)
Senado Federal
  • Ban - Lateral - Momentos Cidade Junina
Facebook
Clube Notícias - Piauí, Teresina, Meio Norte, Nordeste, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Piripiri, cotidiano, economia, política, saúde, educação e entretenimento
© Copyright 2021 - Clube Notícias - Todos os direitos reservados
desenvolvido por: Site desenvolvido pela Lenium
Envie-nos uma mensagem!WhatsApp